SIPAC - Sistema de Informações do Patrimônio Cultural da Bahia

Documentação e Memória

Publicações

Além do acervo disponível na Biblioteca Manuel Querino, o IPAC promove o Patrimônio Cultural baiano com o lançamento de material gráfico diverso, dentre eles livros e folders que são distribuídos ao público interessado. Dentre eles, destacam-se:

Coleção Cadernos do IPAC -  Download dos Cadernos do IPAC

A coleção “Cadernos do IPAC” é resultado de uma parceria firmada entre o IPAC, a Fundação Pedro Calmon (FPC) e o Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (IRDEB). Excetuando o “Pano da Costa”, os demais volumes são edições adaptadas dos dossiês de registro dos bens patrimoniais intangíveis, já reconhecidos oficialmente pelo Governo do Estado da Bahia. O objetivo é informar à sociedade baiana em geral, os elementos que motivaram – e motivam –a seleção de determinados bens culturais sobre outros, para sua proteção oficial. Esta Coleção dispõe de 06 volumes, além da edição do “Festa da Boa Morte” em versão bilíngue.

1 – Pano da Costa
Apresenta aspectos culturais, históricos e sócio-antropológicos sobre o Pano da Costa, além de pesquisa iconográfica, entrevistas inéditas com Mestre Abdias do Sacramento e desenhos de Goya Lopes.

2 – Festa da Boa Morte
Apresenta estudos históricos e sócio-antropológicos sobre a Festa da Boa Morte, que ocorre anualmente em Cachoeira no Recôncavo Baiano, além de pesquisa iconográfica, entrevistas, texto do antropólogo Raul Lody e videodocumentário sobre a celebração. Reconhecida como Patrimônio Cultural da Bahia, a Festa da Boa Morte foi inscrita no Livro do Registro Oficial dos Eventos e Celebrações em 2010. Em sua 2ª edição, foram inseridos o Parecer do Conselho Estadual de Cultura sobre o reconhecimento da manifestação e o Decreto que oficializa a sua patrimonialização. Em 2011, o livro Festa da Boa Morte foi o primeiro da coleção Cadernos do IPAC a ser publicado em versão bilíngüe (português-inglês). Inclui DVD.

3 – Carnaval de Maragojipe Elaborada a partir do Dossiê de Registro do Carnaval de Maragojipe como Patrimônio Cultural da Bahia – inscrito no Livro do Registro Especial dos Eventos e Celebrações em 2009. A publicação contém os estudos histórico-antropológicos sobre a localidade e a celebração, além do videodocumentário que integra o dossiê. Inclui DVD.

4 – Desfile de Afoxés Baseada no Dossiê de Registro do Desfile de Afoxés como Patrimônio Cultural da Bahia – inscrito no Livro do Registro Especial das Expressões Lúdicas e Artísticas em 2010 – a publicação traz a pesquisa histórica e etnográfica sobre os afoxés, entrevista com o historiador e conselheiro estadual de cultura Jaime Sodré, e videodocumentário sobre a manifestação. Inclui DVD.

5 – Festa de Santa Bárbara
Baseada no Dossiê de Registro da Festa de Santa Bárbara como Patrimônio Cultural da Bahia – inscrita no Livro do Registro Oficial dos Eventos e Celebrações em 2008 – a publicação contém a pesquisa histórica e etnográfica sobre a manifestação que ocorre na cidade de Salvador.

6 – Ofício de Vaqueiros Baseado  no dossiê do primeiro registro de um ofício como Patrimônio Imaterial da Bahia.A publicação traz histórias e estórias do cotidiano de bravos homens que,embrenhados pelos sertões da Bahia, ajudaram a formar povoados, vilas e cidades.

 

7 – Bembé do Mercado O livro tem como base os estudos realizados pelo IPAC e que subsidiaram o registro do Bembé do Mercado. Conta com 160 páginas, mais de 170 imagens entre fotografias, mapas e infográficos e é acompanhado de um vídeo documentário de 52 minutos. Também conta com depoimentos de participantes e organizadores da festa.

8 – Conjunto Escola Parque  Integra a coleção ‘Cadernos do IPAC’, que pela primeira vez é dedicada a um patrimônio material. É composto por artigos especiais escritos por estudiosos da cultura baiana, professores e técnicos do instituto. São 160 páginas e mais de 120 imagens, entre fotografias e plantas, provenientes dos acervos da Escola Parque, Fundação Anísio Teixeira e IPAC. A publicação aborda ainda a nova visão educacional de Anísio.

Patrimônio Cultural na Bahia A partir da ilustração do mapa da Bahia, neste folder o IPAC destaca os bens culturais sob salvaguarda oficial do Estado e da União em cada Território de Identidade. Em seu verso, apresenta a relação de bens tombados e registrados, incluindo os tombamentos provisórios, número de processos e decretos oficiais. Além disso, relaciona os sítios arqueológicos do Estado. Em sua quarta edição (2012), este folder tende a novos lançamentos atualizados.

Legislação para Proteção do Patrimônio Cultural na Bahia: Guia de Orientação aos Municípios. Volume I
Guia desenvolvido pela Procuradoria Jurídica do IPAC visando orientar, capacitar e estimular a participação dos municípios baianos na formulação de políticas e de legislação municipal com o objetivo de proteção do patrimônio cultural material e imaterial, abrangendo também proteção ao patrimônio arqueológico, além de atividades de educação patrimonial.

Folheto SIPAC – Sistema de Informações do Patrimônio Cultural da Bahia
Folheto voltado à divulgação e estímulo do cadastro de usuários no Sistema de Informações do Patrimônio Cultural da Bahia – SIPAC, apresenta o Sistema como um dos elementos constitutivos do Sistema Estadual de Patrimônio Cultural.

Circuitos Arqueológicos, História, Cultura e Patrimônio
Este folheto destaca uma das vertentes do Programa de Pesquisa e Manejo de Sítios de Arte Rupestre da Chapada Diamantina: os Circuitos Arqueológicos. Dele, é possível inferir a continuidade do programa através da estimação das paisagens naturais e patrimônios arquitetônicos da cultural local dos municípios de Morro do Chapéu, Iraquara, Lençóis, Palmeiras, Seabra e Wagner, cuja finalidade principal é convidar a população a visitar os sítios de arte rupestre dos municípios integrantes do Programa, a fim de conhecer e aprender sobre a história local.

Projeto Circuitos Arqueológicos da Chapada Diamantina – 2ª Etapa
Este folder conceitua o Programa de Pesquisa e Manejo de Sítios de Arte Rupestre da Chapada Diamantina, parceria IPAC e Universidade Federal da Bahia – UFBA, que em 2013 desenvolve sua 2ª Etapa. Mapa do território de identidade da Chapada Diamantina destaca os municípios participantes. Conceitos de patrimônio cultural, bens materiais e imateriais, sítios arqueológicos além de dicas para preservação do patrimônio também compõem esta folheteria.

Folder Ofício de Vaqueiro – Patrimônio Cultural Imaterial da Bahia
Este folheto foi elaborado para divulgar o reconhecimento do Ofício de Vaqueiro como patrimônio imaterial da Bahia, inscrito no Livro do Registro Especial dos Saberes e Modos de Fazer em 2011. Baseado no dossiê elaborado pelo IPAC, relata-se o processo de registro do Ofício, a contextualização histórica e recomendações decorrentes da salvaguarda.

 

Folder Escola Parque
Dividido entre breve biografia de Anísio Teixeira, contextualização do Modernismo na Bahia, histórico da Escola Parque com mapa de localização e informações referentes ao tombamento e recuperação por parte do IPAC da Escola Parque, este folheto inova com dois postais destacáveis que valorizam os painéis que compõem o acervo desta escola.

 

Folheto Guia de Museus – Centro Antigo de Salvador
Mapa ilustrado, contém informações de 34 unidades museais do Centro Antigo incluindo: tipo de acervo, período de visitação, localização, contato e ícone do imóvel que abriga o museu. Agrega-se pontos turísticos da região, código QR e imagens de alguns museus e suas coleções.

Projeto de Requalificação da Feira de São Joaquim: Referencial de Memória, Cultura e Resistência
Elaborada a partir dos relatórios do Projeto Arquitetônico e Urbanístico de Requalificação da Feira de São Joaquim, esta cartilha foi desenvolvida com o intuito de ressaltar a importância desta Feira, que funciona na enseada de São Joaquim, em Salvador, desde 1964, sendo referência na comercialização de produtos culturais, alimentícios e artesanais.

D’Olho na Feira
Utilizando uma história em quadrinhos, esta cartilha mostra a importância da conscientização e participação dos feirantes na organização e conservação da Feira de São Joaquim. Para isso, incentiva os comerciantes a participarem do curso desenvolvido pelo SEBRAE, a fim de expandir os seus conhecimentos e ressaltar a importância dos espaços da feira.

 ICMS Cultural Material explicativo que aborda a temática do ICMS cultural, sua proposta, objetivo e demais informações.

 

TERRITÓRIOSDE IDENTIDADE

  • 01Irecê
  • 02Velho Chico
  • 03Chapada Diamantina
  • 04Sisal
  • 05Litoral Sul
  • 06Baixo Sul
  • 07Extremo Sul
  • 08Médio Sudoeste da Bahia
  • 09Vale do Jequiriçá
  • 10Sertão do São Francisco
  • 11Bacia do Rio Grande
  • 12Bacia do Paramirim
  • 13Sertão Produtivo
  • 14Piemonte do Paraguaçu
  • 15Bacia do Jacuípe
  • 16Piemonte da Diamantina
  • 17Semiárido Nordeste II
  • 18Litoral Norte e Agreste Baiano
  • 19Portal do Sertão
  • 20Vitória da Conquista
  • 21Recôncavo
  • 22Médio Rio de Contas
  • 23Bacia do Rio Corrente
  • 24Itaparica
  • 25Piemonte Norte do Itapicuru
  • 26Metropolitano de Salvador
  • 27Costa do Descobrimento
  • Tombamentos e Registros sem Território Definido

Patrimônio Cultural na Bahia

  • Governo do Estado da Bahia
  • IPAC
Centro Histórico de Salvador, Rua 28 de Setembro, nº 15 - Centro, Salvador-BA - CEP: 40.020-246 - Tel.: 71 3117-6480